Baía de Luanda

Ano  2010
Localização Luanda
Área 510.000 m2
Ciclovia 3.200 m
Categoria Planeamento Urbano
Status Construído
Fotografia © Fabrice Fouillet / Manuel Correia

A Baía de Luanda deu origem à marginal marítima e respectiva orla urbana da capital de Angola, uma das suas matrizes fundacionais, que, ao longo do tempo, tem sido o principal espaço público da cidade e o epicentro social e económico do país.

Foi a partir da marginal que surgiu a cidade baixa e, depois desta, as principais redes e vias de expansão urbana.

Baía de Luanda

Baía de Luanda

Given the current and fast transformation of Luanda downtown, the new Waterfront seeks to protect the urban pattern legitimized by its history.

Diante da actual e rapidíssima transformação da cidade baixa, o projecto da nova Marginal de Luanda procura salvaguardar esta matriz urbana legitimada pelo tempo, reestruturando vasta extensão da frente marítima e revitalizando uma dimensão pública que, de certo modo, havia já desaparecido.

Com cerca de 3 500 m de extensão e 510 000 m² de espaço de intervenção em novos aterros, transforma-se o antigo passeio marítimo num grande parque urbano, agora mais capaz de servir o encontro e a vitalidade da vida colectiva luandense.

Admite-se, também, que, por capilaridade, a nova marginal possa contaminar, a partir de si mesma, os espaços públicos adjacentes e, a partir destes, os demais da cidade.

Baía de Luanda

A intervenção, para além de novas infraestruturas, compreende estrutura verde com arborização, percursos pedonais e cicláveis, e um conjunto de espaços que estabelecem ligação com o sistema espacial público da cidade: pontos de concentração cívica, praças e espaços de estadia, equipamentos e mobiliário urbano, ou áreas de convívio e serviços que permitem maior interacção social, dinamização recreativa e actividade cultural.

 

Neste quadro, a nova Marginal de Luanda tem um alcance monumental, se por monumento considerarmos a comemoração de toda a cidade no espaço mais representativo, identitário e carismático da sua vida e história colectivas.

Com a Marginal da Baía de Luanda, COSTALOPES (com o ateliê de arquitectura paisagista Landplan) foi seleccionado para a exposição “100 Arquitectos do Ano 2015”, organizada pelo Instituto Coreano de Arquitectos (KIA) com o apoio da União Internacional de Arquitectos (UIA).

Baía de Luanda

Baía de Luanda

Baía de Luanda

Prémios

100 Architects of the Year
International Union of Architects (UIA)

Honour Award
2013 Excellence on the Waterfront, EUA

CESA Aon Engineering
Excellence Awards 2012, ZA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ShareTw.Fb.Pin.
...

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!