A Kings Tower situa-se a 500 metros da Baía, numa antiga zona industrial. O lote congrega outros dois edifícios: a sudoeste, o Sapiens (Instituto Politécnico de Ciências e Tecnologia); a nordeste, o INSS (Instituto Nacional de Segurança Social de Angola); e a sudeste posiciona-se a Kings Tower, corpo misto de comércio, habitação e escritórios.

 

[Apesar dos três edifícios serem programática e volumetricamente distintos, metaforicamente são como estrelas que delineiam uma constelação triangular, onde o seu alinhamento sutura um plano de requalificação urbana, que gera unidade e espaço público de qualidade.]

 

De entre os três projectos, a Kings Tower é o que tem mais presença em termos de escala. Num total de 5.035 m², ocupa uma área de 2093 m², desenvolvendo-se ao longo de 20 pisos (perante os 6 do Sapiens e os 14 do INSS). Sendo o maior em dimensão (em termos de altura e de implantação), e dado que se pretende assegurar que possa emergir dos 3 edifícios uma unidade urbana, optou-se por um efectuar um depuramento no tratamento da composição volumétrica, por forma a encontrar um justo equilíbrio de conjunto.

 

Assim, apesar do programa ser subdividido em três áreas distintas (comércio/2 pisos do embasamento; escritórios/10 pisos, e habitação/restantes 8 pisos), a caracterização da fachada comporta sempre a mesma unidade compositiva, representando (apenas) ligeiros descompassos nas lâminas (de alumínio lacado a cinza escuro e vidro incolor), de modo  a criar um ténue ritmo.

 

Este refinamento estético é o atributo que concede - à estrela de maior volume desta constelação - um grau de subtileza especial.

Características

TIPO DE PROJECTO

Uso misto

 

STATUS

Obra construída

 

CIDADE

Luanda

 

PAÍS

Angola

CLIENTE

Privado

 

DATA

2011 - 2015

 

ÁREA CONSTRUÇÃO

21 830 m²

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Pinterest Icon

© Manuel Correia