A Casa de Santo Estevão, implantada numa planície de olival no concelho de Benavente, teve origem numa construção antiga, há qual se procedeu à recuperação e ampliação da área de construção.

 

Foram propostos três novos volumes de proporções idênticas ao pré-existente (gerando um compasso múltiplo de quatro volumes distintos), interligados por um quinto elemento que funciona como agente unificador da estrutura. Este elemento de distribuição cruza (numa única linha recta e sem qualquer tipo de quebras), os quatro volumes, de Nascente para Poente.

 

A implantação em leque possibilita diversas orientações múltiplos enquadramentos visuais (o que simultaneamente, permitiu a completa salvaguarda do olival existente). Este conjunto composto
de linhas assumidamente rectas, contrasta com a modelação da planície alentejana e com a rigidez geométrica da piscina. Na construção a Nascente (casa antiga, onde se localizam a cozinha e zona de refeições), manteve-se a estrutura original de madeira e as paredes em pedra.

 

No segundo volume é estabelecida a entrada principal da casa, um lavabo social e uma sala de estar com ligação ao exterior para Sul e para Nascente (gera um pátio com a zona de refeições).

 

Na continuação do corredor, encontramos o terceiro volume com dois quartos e uma instalação sanitária. Na extremidade do corredor, a Poente, encontra-se o quarto volume com duas suites.

 

Este leque de linhas contemporâneas por entre as ondas da planície é uma casa, que deseja ser poesia.

Características

TIPO DE PROJECTO

Residencial

 

STATUS

Obra construída

 

CIDADE

Benavente

 

PAÍS

Portugal

CLIENTE

Privado

 

DATA

2006

 

ÁREA CONSTRUÇÃO

4 815 m²

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Pinterest Icon